Topo
Blog do Jorge Moraes

Blog do Jorge Moraes

Categorias

Histórico

Lexus RX450H é renovado e completa o plano de eletrificação da marca

UOL Carros

15/08/2019 07h00

Potência combinada do RX é de 308 cv

Foi na Costa Rica, um dos destinos mais verdes do mundo que também pretende se tornar país neutro em carbono até 2021, que a Lexus deu um giro de 30 anos de história e apresentou o novo RX 450h.

O SUV, sucessor do RX 350, representa uma das melhores experiências que tive à bordo dos utilitários de luxo feitos no Japão. O modelo finalmente está pronto para chegar no fim do ano, ou começo de 2020, ao Brasil para completar a gama 100% eletrificada da marca.

Se você é do tipo que prefere o ronco dos SUVs "esportivos", então pode tirar esse híbrido de conjunto seis cilindros, 3.5 litros a combustão associado ao elétrico (que juntos rendem 308 cavalos de potência) do seu cardápio. Caso contrário (e ainda tenha a necessidade de sete lugares) permita-se continuar lendo o artigo e tire suas conclusões.

Design é um dos pontos fortes do RX

O equilíbrio de construção está em por toda parte e vamos começar por dentro. O RX 450h, ainda sem preço no Brasil, traz volante multifuncional, head-up display e GPS. A central multimídia tem tela widescreen de 12,3 polegadas sensível ao toque.

O monitor projeta entre todas as funções de condução indicadas no console central e manuseadas no touch pad, com suporte a Apple CarPlay e Android Auto. A cabine tem revestimento com couro e madeira, teto solar panorâmico e memória para os bancos ventilados do motorista e passageiro, lembrando que o banco traseiro também oferece regulagens elétricas. Os espelhos retrovisores são eletrocrômicos.

Interior tem materiais de qualidade, como couro e alumínio

Mas o que cativa afinal é fechar a porta, apertar o cinto e acelerar para ver que as baterias sob o assoalho também ajudam na estabilidade e você percebe que naquele momento a suspensão retrabalhada, mais firme de forma independente, atua para manter o equilíbrio nas curvas de alta ou nos trechos de pedra. No detalhe, o sistema de tração 4WD.

No Brasil, Ignácio Funes, gerente de marketing da marca, afirma que "a linha Lexus composta apenas por veículos híbridos é um diferencial no segmento de luxo. E o RX, com previsão de chegada até o final deste ano, completará nosso portfólio também com motorização exclusivamente híbrida".

Como é o design?

A frente implacável da F-Sport com essa grade do tipo bocão em preto piano trapezoidal e faróis com nivelamento de altura (adaptativos) são inconfundíveis e 100% LED com a mesma assinatura extensiva para as retocadas lanternas traseiras horizontais e expressivas.

O design associado ao pacote de segurança, sim isso é possível porque além das bolsas de ar frontais, laterais, de teto e joelho, outros sensores de defesa para o motorista estão nele.

Por exemplo: sistema anti-colisão para pedestres e ciclistas, controle de cruzeiro por radar, assistente para alertar que o carro está saindo da faixa e leitura de reconhecimento de placas. As luzes auxiliares de neblina ficaram mais afiladas. As rodas aro 20 polegadas casaram com o estilo moderno do carrão.

Lançamento do RX no Brasil deve acontecer até o fim deste ano

O motor

O utilitário de luxo tem energia para combinar com o motorista para entregar a autonomia de até 700 quilômetros sem precisar abastecer – dependendo do modo de condução selecionado.

O renovado RX 450h vive a melhor fase do motor 2GR-FXS DOHC V6. O "X" no código do mecanismo indica que é um possante no ciclo Atkinson. Essa tecnologia mantém as válvulas de admissão abertas por mais tempo do que o normal, resultando em um torque de energia maior que o curso de compressão.

O motor de acionamento primário do Hybrid Synergy Drive, MG2, produz 123 kW, que combinado com os 259 cavalos de potência do motor produz uma potência total de 308 cv e 0 a 100 km/h  em 8,1 segundos. A caixa é automática que simula uma atuação mais perceptível dos engates na função esportiva.

Sobre o Autor

Jornalista, Jorge Moraes trabalha com o segmento automotivo desde 1994. Presente nos principais salões internacionais, é editor do caderno de Carros no Diário de Pernambuco, diretor e apresentador do programa Auto Motor na Band, e âncora do programa CBN Motor na rádio CBN Recife.