PUBLICIDADE
Topo

Polo GTS partirá de R$ 89.700 e Virtus GTS por R$ 94 mil

Jorge Moraes

04/01/2020 07h13

Um dos lançamentos mais aguardados para o início de 2020 é o da linha GTS do Polo e Virtus, da Volkswagen. Muitas informações estão surgindo nas redes sociais sobre os preços dos modelos, inclusive uma que afirma o preço de R$ 103.440 para o hatch com a cor metálica e o opcional do Som Beats. Entretanto, uma fonte ouvida por nossa reportagem confirmou que os valores são outros.

Segundo o concessionário, o Polo GTS com a cor metálica e o único opcional que é o Beats custará R$ 93.680. Com essa informação, podemos retirar os valores do opcional (R$ 2.400) e a cor metálica (R$ 1.570), o preço de partida do Polo GTS ficará por cerca de R$ 89.700. Cálculo base.

No caso do Virtus, o preço passado foi de R$ 98.400 com opcionais. O valor de partida do sedã ficará, portanto, na casa dos R$ 94 mil. Tá próximo dos R$ 100 mil? Sim, mas os três dígitos assustam e todos na VW já sabem disso.

O lançamento das duas versões deve ocorrer em fevereiro, quando começam as vendas também. A dupla está desembarcando nas próximas duas semanas na rede autorizada e compartilha a mesma motorização 1.4 TSI turbo que entrega até 150 cavalos de potência e 25,5 kgfm de torque, mesmo utilizado em outros modelos da marca, como o T-Cross. De acordo com a Volkswagen, o hatch é capaz de sair da inércia e chegar aos 100 km/h em 8,5 segundos.

Testamos o Polo

Aceleramos o Polo GTS em uma pista de corrida no interior de São Paulo, no final do ano passado. No modo de condução Sport, o melhor deles, você vai se divertir muito. Outras funções como normal e individuam estão disponíveis na tela do info entretenimento. O cluster digital é herança do Polo Highline.


O câmbio associado será um automático de seis marchas e dizemos aqui que a versão manual foi descartada, uma vez que as opções mais caras do compacto não dispõem mais dessa transmissão. Louco é mudar o som do escapamento na tela do info entretenimento.

Baseado no visual do Polo GTI com semelhança com o carro europeu, o modelo conta com os mesmos faróis e lanternas, que dispõem de iluminação de LED. Outra característica é o novo friso vermelho na grade que faz dupla com o logotipo GTS na peça, além de um escapamento duplo. O sedã possui ainda um discreto spoiler na tampa traseira. Ficou um charme no Virtus.

Bem equipados devem se tornar referência do segmento. O Virtus, por exemplo, deve atrapalhar o desempenho da versão inicial do Jetta. O que certamente obrigará a montadora a rever o line-up do sedã médio.

Sobre o Autor

Jornalista, Jorge Moraes trabalha com o segmento automotivo desde 1994. Presente nos principais salões internacionais, é editor do caderno de Carros no Diário de Pernambuco, diretor e apresentador do programa Auto Motor na Band, e âncora do programa CBN Motor na rádio CBN Recife.